Bem-vindos a este espaço de partilha de todos para todos

Google+ Followers

quinta-feira, 14 de junho de 2018

O Grande Laboratório Virtual


Todos sabemos que o mal existe! E é pela noção da sua existência que todas as consciências despertas trabalham arduamente para gerarem em si, e por osmose nos demais, os anti corpos ao assédio do mal em todas as suas frentes e que neste ciclo temporal estão mais activas que nunca.
Há anos que uma quantidade substancial da população humana é controlada por uma rede chamada Facebook. Há anos também que recebemos avisos que nos alertam para essa situação, que se confirma pelos inúmeros factos vindos a lume nos últimos meses sobre a manipulação que esta organização faz de meios e dados que afectam por indevido controlo a países, sociedades e pessoas em todo o mundo.
Numa outra vertente, e nas mentes manipuláveis, fomentou-se uma dependência insidiosa, cujas consequências ainda não totalmente avaliadas, mas que são profundamente danosas no desenvolvimento educacional, familiar, cultural, social.
- Os acréscimos nas estatísticas  da Depressão
- Os acréscimos na falta de valores éticos, de respeito pela vida, a própria e consequentemente pela dos outros
- Os acréscimos na falta de comunicação entre as pessoas, criativa, fraterna, colaborativa, onde a opinião própria, analítica, inteligente, foi substituída por "likes" que colocam a sua concordância nas mais aberrantes situações, assim contribuindo (por vias metafísicas que a maioria desconhece) para o crescente domínio do governo/sombra que sub-repticiamente assume o controlo das mentes e do mundo.
Deparamos em todo o lado com a face visível dessa progressão, um grande laboratório de ensaio, onde os seres humanos são agora os treinados, que obedecem cega e instantaneamente ao som ou ao vibrar constante dum aparelho que não largam da mão, e do qual recebem "o prémio", uma pequena dose de energia maioritariamente deletéria, com que satisfazem a carência individual emocional, mental e espiritual de conteúdos de realização, elevação, evolução, porque depuseram as suas capacidades e poder nas mãos dos que por este via assumem o domínio da humanidade por meio de um sofisticado sistema de escravidão.
- Decresce o aproveitamento no aprendizado e  a capacitação na interactividade e relacionamentos, profissional ou afectivo
- Decresce o foco e a atenção ao que é importante, dado que este está sintonizado apenas com o toque da “campainha”
- Aumenta de forma galopante o estado “zombie”, provocando estados de colapso da memória, de desgaste e cansaço cerebral, dado que a "rede" se alimenta (vampirização) da energia dos que assim a sustentam
- Dilui o potencial criativo e organizacional, o da auto-realização, o da apreciação e correspondência com tudo o que o mundo e a vida contêm de positivo e garante, da empatia com a nossa missão de vida.
E como a contaminação gera contaminação, esta abate cada vez mais e mais a comunicação franca, sadia, resolutiva ou facultadora de cultura. Individualmente, conspurcados pelo hábito com que convivem minuto a minuto, e numa aparente “inocência” são muitos os que semeiam os germes em “outdoors” bombásticos que implantam (pela lei da atracção) o mal em si próprios e mais grave que isso o dissemina em quem por concordância ou apenas por que os lê, se imbui da sugestão, e cria, outro campo de germinação.
Quanta responsabilidade! A da proliferação dos agentes da matrix que ensombra o nosso já tão débil mundo e os contentores do ESPIRÍTO que nele habitam, que somos cada um de nós.




FIAT LUX










A.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja Bem-Vindo