Bem-vindos a este espaço de partilha de todos para todos

Google+ Followers

quarta-feira, 13 de junho de 2018

A FAMÍLIA





Despertei com a imagem de um filme já várias vezes recomendado, “La Belle Verte” cuja existência se deve a uma mulher : ideia –argumento – direcção, e cuja aparição prematura lhe confere uma urgente validação.

Retracto profético de um tempo perspectivado, é um guia para a sobrevivência de um futuro já bem presente, uma análise do que ainda poderia ser mudado, e uma lição de coragem incomparável da Mulher/Mãe que se lança no desconhecido, porque sabe que nas suas raízes e passado está a continuidade do futuro. Visão de que a família deve ser defendida diligentemente com o saber e a ética, exemplificando as bases da unidade e da fraternidade, que a salvaguardem da agressão continua dos meios de comunicação e do plano bem visível para a sua extinção. Porque Família é muito mais que o círculo desenhado em apego, afectos taxados, dádivas etiquetadas com “aos meus”. 
Família é o sacrário onde Deus colocou a sua mais bela obra.

Na queda abrupta (planeada e em plena execução) desta civilização, cuja meta é a extinção da maioria dos seres humanos, só o Ser Mulher pelas visões que a mente intuitiva lhe anuncia e sacralidade da sua missão, detém o poder de sustentação, travagem e inversão da Grande Queda, já assim apelidada nos balcões dimensionais onde os observadores cósmicos vão fechando os cortinados, apenados, com a maior batalha mundial da história que decorre oculta aos sentidos comuns dos humanos, mas na qual, estes colaboram por inteiro, por indução, inércia e omissão, na sua própria destruição. 
Sem barreiras, a onda arremete ufana, provinda dos reinos da escuridão, materializada em variadas vertentes de depravação, perversidade, desumanidade, e dispersam a infestação, já crentes na vitória.

Da nebulosa madrugada ressalta o conceito Família, que vai muito além dos hábitos acomodados e é empoderado pelo amor maior, o da Mãe que defende o filho, de seu nome, Humanidade.

Família são os braços unidos, parentes ou não, em concertação, esforço, entrega, persistência, coragem, lapidação dos seus eus, gerando um EU comum! Tarefa assaz difícil...prenúncio dos capacitados, prova das almas antigas que atendem ao chamado.

Gratidão aos que compassivamente nos despertam (do sono e na consciência), por amor, porque são, Família.

A.

13 de Junho 2018




Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja Bem-Vindo