Bem-vindos a este espaço de partilha de todos para todos

Google+ Followers

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Os "nós", dos outros





Caros Amigos

Os valores dos outros, tal como a expressão indica, são deles! São aquilo que usam como ferramenta para provocar re_acção nos demais. Ou seja, a essência da questão não é o que as pessoas fazem (acção) mas a reacção que cada um tenha para com elas. A única forma de combater isso é sempre pelo exemplo de mais elevação.
Nos círculos mais ou menos próximos e até nos muito próximos, somos confrontados hoje com a epidemia de uma reactividade excessiva que supura as doenças da alma, o fel do sofrimento emocional, o amargor da frustração.
- Ataca-se como meio de defesa de ameaças imaginadas pelo próprio medo e mal-estar pessoal
- Pulverizam-se no vento os próprios medos, mágoas elaboradas, partículas que maculam a dignidade ou os sentimentos de outros, mas que acalmam a mente conturbada de quem as emite
- Agride-se com o bastão de factos supostos, ideias preformadas, julgamento de intenções (por suposição)
Reparem que tudo isto caracteriza o perfil do emissor, não da pessoa a quem são dirigidas.
Uns só podem tirar dos outros a paz aparente (massacrar) por isso é que conseguem tirá-la. 
Quando a Paz é profunda,  com as raízes do nosso Ser, das nossas crenças, da nossa auto-estima, do nosso ideal, da nossa constância, e principalmente da compaixão, aí não existe forma de nada ou ninguém tirar a nossa Paz, mesmo que tentem, porque a integridade do que somos não deixa brechas para entrar o medo, a discórdia, a mágoa, a insegurança ou a tristeza.

Compaixão… Só por hoje ….todos os dias

Haja Luz, em todos os corações

Maria Adelina


Sem comentários:

Enviar um comentário

Seja Bem-Vindo