Bem-vindos a este espaço de partilha de todos para todos

Google+ Followers

quinta-feira, 26 de abril de 2018

(Mudar de sexo em qualquer idade, é de Loucos)






Mudar o Sexo aos 16 Anos é de Loucos



Vou ser dura sem poupar nas palavras porque o tema assim o impõe. Começo por perguntar que raio de irresponsabilidade é esta que põe um partido político (não, não são um grupo de doidos varridos acabados de sair do manicómio), que está representado no Parlamento, a querer crianças menores de 16 anos a decidir sozinhas sobre a mudança de sexo com direito a processar os pais caso se oponham? Ficaria surpreendida se esta iniciativa partisse de qualquer outro partido com assento parlamentar, mas do Bloco de Esquerda, não. O BE é o resultado da concentração de vários partidos de extrema-esquerda tais como UDP, PSR, Politica XXI e dissidentes do PCTP-MRPP. Gente capaz de tudo para desconstruir uma sociedade e impor uma agenda de politica ultra-radical  para criar uma nova moral. Debaixo de uma falsa capa de socialismo democrático anticapitalista (ah! ah! ah!) movem-se perigosamente por entre as minorias, não para lhes resolver problemas de igualdade mas sim para os revoltar contra as maiorias que querem eliminar. Ao fazer crescer estas minorias, cresce também o voto. Porque é nas minorias que eles procuram militantes pois doutra forma não têm hipóteses. Simples.
Ora quem tem  ou teve adolescentes em casa sabe o quão absurdo é um decreto desta natureza. Eu que sou mãe de 3 criaturas lindas, que o diga! A minha mais velha a certa altura quis cabelo azul, espetado como uma catatua, correntes, piercings e tatuagens. A do meio luta agora ferozmente por rastas, furar-se como um crivo e tatuar-se como um tapete persa. O outro ainda vamos ver o que me reserva. Na adolescência é assim. A busca pela auto-determinação baralha-os completamente. Querem fazer tudo e nada. Gritam, esperneiam se são reprimidos nas suas vontades de auto-afirmação. Faz parte desse período conturbado. Depois de sobreviver a ele (pais e filhos), são os filhos que vêm depois dizer-nos: “Ena, lembras-te quando quis fazer aquela cena e não deixaste? Ainda bem mãe que foi assim…” Factos.
Ora, deixar que estas pobres criaturas possam decidir sobre a mudança de sexo (sim, porque não se trata de mudar de cor de cabelo ou tatuagens), algo tão sério e irreversível, é criminoso. Como adultos temos o dever de os orientar, de os proteger, de os encaminhar. Deixá-los a decidir sozinhos sobre uma matéria tão delicada é abandono. É negligência. É crueldade. Pior ainda é dar-lhes o poder de processar os próprios pais que, no seu papel de pais, têm de impedir que tomem decisões mal ponderadas. É demencial. Sabe-se que há imensos casos de gente, já adulta,  que muda de sexo e se arrepende. Outros, que mantêm relacionamentos homossexuais e depois enlouquecem. Lembram-se do fim macabro de Carlos Castro? Citando o psiquiatra Dr. Pedro Afonso “(..) a disforia de género não pode ser tratada como propriedade política”.
Mas o Bloco Esquerda quer ir mais longe nesse decreto. Quer que seja possível mudar o assento de nascença (já não nasce homem o mulher, nasce o que entender), medidas contra o “Generismo” e “Transofobia” (mais léxico estúpido para aplicar na perseguição a quem discorda desta ideologia marxista de doidos varridos).
Mas não são assim só nesta questão. Veja-se a luta desalmada pela liberalização de drogas numa sociedade que,  está mudar e bem, seus padrões para uma vida saudável, mas onde alguém quer que sejam permitidos consumos de estupefacientes por tudo quanto é canto sem qualquer controlo e acessível a todos criando uma futura sociedade de dependentes a adições. Ah! mas há mais lutas construtivas, claro, como as casas de banho mistas ou a perseguição à religião cristã  que se abomina em detrimento de outra, culturalmente invasora e dominadora que cresce assustadoramente, ou ainda a facilitação de entrada de estrangeiros que fez disparar os pedidos em 1300% ou os que perseguem o capitalismo atacando turistas. São reaccionários.
E preparem-se que na  agenda financiada por Soros, bilionário que ganhou a sua fortuna através de especulação no mercado financeiro e financia partidos de esquerda radical a seguir à ideologia de género nas escolas, virá  a pedofilia, zoofilia e o incesto.
É o Mundo novo?

Cristina Miranda




2 comentários:

  1. De facto, que Mundo é este? E que adultos são estes que aprovam esta Lei?! Terão filhos? Ou melhor, saberão o que é educar adolescentes? Sim, porque as pessoas normais têm filhos e educam-nos, com todas as dificuldades inerentes, não delegam noutros a sua educação! Onde está a Consciência destes "Senhores" que representam, TÃO MAL, a nossa Nação??? Depois de mais uma comemoração do 25 de Abril e com o 1 de Maio aí tão próximo é preciso outra revolução, acordar e gritar bem alto que não queremos esta gente a comprometer o nosso futuro e o dos nossos Filhos! Anabela Queirós

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim que mundo é este? mais grave é que provavelmente têm filhos, mas não têm consciência alguma em nenhum nível ou vertente. Ou seja com estas e outras inadmissíveis leis estão a moldar um mundo de morte, de crime, de abjectos e irracionais comportamentos. Não podemos é esquecer que eles só fazem o que lhes permitimos fazer.

      Eliminar

Seja Bem-Vindo